domingo, 29 de março de 2009

Adeus, Maria, ... adeus.



a verdadeira noção do perigo :
está na força dos teus abraços,
nas loucuras dos teus beijos, ...
nos carinhos dos teus passos,...

E nos teus encantos me perco,
até me entrego ao amor ingrato
a me furar em chamas o peito,
ái do beija-flor por ter te amado,

acreditado nas tuas promessas e
querer ter vivido tão grande amor,
mal sabia que tu assim esqueces,

com facilidades ignoras essa dor
de espinho furando o peito lebre,
sangrando o coração de beija-flor.


Sérgio, o Beija-flor-poeta

Um comentário:

  1. Ah, o adeus dói tanto no peito!
    Quisera eu que ele jamais existisse!

    ResponderExcluir

Agradeço a sua visita e solicito que deixe seu comentário. para entrar em contato, use o @-mail
acima citado.
Será um prazer contar com suas visitas e comentários futuros.
Se gostastes das Poesias, eu lhe convido a fazer propaganda e passar o link a amigos. Volte sempre e muito obrigado.

Sergio,beija-flor-poeta